Total de visualizações de página

sábado, 2 de outubro de 2010

Miscigenação (Brasileira)

Sou negro-índio-europeu,
A raça que sobreviveu
à todas as atrocidades.
Misturo raça, credo e cor,
Um povo forte e lutador
Que resistiu tantas maldades.

Eu sou o povo brasileiro,
Tenho sangue de guerreiro,
Eu sou a miscigenação.
Eu sou um povo de raiz,
Eu construi esse país,
Eu sou a cara da nação.

Sou um país em ascensão,
Sou um povo de união,
Sou um país de esperança.
Eu sou um povo de beldades,
Com tantas possibilidades
De um país que é tão criança.

...........................................................................................
Quem leu esta poesia, também acessou as seguintes páginas:








Postagens mais visitadas na Última Semana

Postagens mais visitadas no Ano Passado